Notícias

July 9th, 2012

TESTEMUNHA 4 NA RETROSPECTIVA DA SEMANA DOS REALIZADORES (SP)

De 5 a 23 de dezembro de 2012, no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, serão exibidos mais de 40 longas, médias e curtas metragens, reunindo o que aconteceu de mais significativo nas quatro edições da Semana dos Realizadores.

Na penúltima edição, em 2011, Marcelo Grabowsky recebeu o prêmio de Melhor Direção pelo filme Testemunha 4, que será exibido dia 21 de dezembro, às 19h.

Para conferir a programação completa, acesse o site da Semana dos Realizadores em São Paulo: www.semanadosrealizadoresSP.com.br

ROMANCE DE FORMAÇÃO NA RETROSPECTIVA DO CINEMA BRASILEIRO – CINESESC

De 7 a 27 de dezembro, o CineSESC realiza, em São Paulo, a 13ª edição da Retrospectiva do Cinema Brasileiro.

Na edição de 2012, Romance de Formação é um dos longas que compõem a programação da mostra, que reúne mais de 80 títulos lançados entre novembro de 2011 e outubro de 2012. O filme será exibido dia 12/12, quarta-feira, às 14h.

Para mais informações, acesse www.sescsp.org.br.

TESTEMUNHA 4 PREMIADO NO MOVE CINE ARTE!

O filme Testemunha 4 ganhou o prêmio “Diálogos Fronteiriços” no MOVE CINE ARTE – Festival Internacional de Monte Verde (MG).

O MOVE CINE ARTE é a primeira janela exclusiva para filmes documentais ou ficcionais relacionados às mais diversas linguagens artísticas: pintura, dança, arquitetura, design, teatro, performance, fotografia e tantas outras. Alinhado a um grupo de festivais que possuem uma proposta parecida em outros países do mundo, o MOVE pretende exibir filmes inventivos na relação entre Cinema e as outras artes.

Lista dos premiados da primeira edição do MOVE CINE ARTE

Menção Especial:
“Sobre suas cidades, a grama crescerá “, Sophie Fiennes, Inglaterra

Prêmio MOVE CINE ARTE – Diálogos Fronteiriços:
“Testemunha 4”, Marcelo Grabowsky, Brasil

Prêmio MOVE CINE ARTE – Poéticas Investigativas:
“Shoot Yourself “, Paula Alzugaray e Ricardo Van Steen, Brasil

Prêmio MOVE CINE ARTE – Ensaio de Arte:
“Opalka – Uma vida, uma obra”, Andrzej Sapija, Polônia

Prêmio MOVE CINE ARTE – Melhor FIlme:
“A Arca do Éden”, Marcelo Felix, Portugal

FRINEIA ESTREIA EM PORTUGAL

O mais novo curta-metragem da Mirada Filmes, Frineia , de Aline Portugal, irá estrear na mostra competitiva do 16º Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira, em Portugal. Para conferir os filmes selecionados, acesse o site do festival.

MIRADA FILMES CONTEMPLADA COM EDITAL DE CURTAS DA RIOFILME

O projeto Cloro está entre os dez primeiros selecionados na linha “Produção de Curta-Metragem”, do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca – FAC, da RioFilme. O projeto foi contemplado com 80.000,00 para a realização do curta, que deverá ser filmado no primeiro semestre de 2013.

EM CARTAZ

O filme Testemunha 4 estreou no Instituto Moreira Salles (RJ) em 19 de outubro de 2012 e permaneceu em cartaz por duas semanas. No sábado (20/10), houve um debate com o crítico José Carlos Avellar, o diretor Marcelo Grabowsky e a atriz Carla Ribas, com ótimas perguntas do público, que ficou depois da sessão para discutir cinema e teatro.

Instituto Moreira Salles
Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea
Rio de Janeiro – RJ

TESTEMUNHA 4 NA FILME CULTURA

O filme Testemunha 4 foi mencionado em dois artigos na 56ª edição da revista Filme Cultura, cujo tema é a relação entre cinema e teatro.

Para ler na íntegra os textos de Daniel Schenker e Juliano Gomes, clique aqui.

VOLTAR

Encanto

July 6th, 2012

Sobre o filme

EU PASSARINHO
por Ciro Oiticica

Encanto é um relato sobre o resgate do sublime nos elementos simples da vida. Mais que um trabalho sobre o olhar ou o ouvir, o curta aborda questões existenciais, afloradas no estágio da vida em foco.”

Para continuar lendo, clique aqui. 

____________________________________________________________________

CRÍTICA MULTIPLOT
por Thiago Macêdo Correia
“O canto dos pássaros abafa as próprias vozes dos homens mas o que a realidade realmente revela, do lado de fora daquele clube, é que é impossível ouvirmos tal canto em meio a tanto barulho humano. Não há muito espaço para estes sons e, possivelmente, nem para estes homens.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

SOBRE ENCANTO
por Cinecasulofilia

“Num filme sobre pássaros, seria inevitável que fosse um trabalho sobre o som, mas mais do que isso, Encanto é um trabalho sobre o olhar, o olhar obsessivo dos homens (em geral bastante idosos) para os pássaros, presos em suas gaiolas. É um filme triste, melancólico: o olhar dos velhos sugere um enorme sentimento de solidão, e apesar do encanto desse olhar, a comunicação entre eles e os pássaros continua improvável, indecifrável.”

Para continuar lendo, clique aqui.


Sinfonia

July 5th, 2012

Sobre o filme

SINFONIA DA MEMÓRIA E DO DEVIR
por Auterives Maciel

“Sinfonia é, neste aspecto, também uma abordagem da memória. Não a memória recuperada através de lembranças, nem tampouco algo que se evidencie na narrativa. O filme não rememora o passado, nem o comemora. Traz, isto sim, o passado para a dimensão do presente, fazendo-os coexistir na sinfonia fílmica.”

Para continuar lendo, clique aqui. 

VOLTAR

Romance de Formação

June 28th, 2012

Exibições recentes

RETROSPECTIVA DO CINEMA BRASILEIRO – SÃO PAULO
De 7 a 27 de dezembro, o CineSESC realiza, em São Paulo, a 13ª edição da Retrospectiva do Cinema Brasileiro. Na edição de 2012, Romance de Formação é um dos longas que compõem a programação da mostra, que reúne mais de 80 títulos lançados entre novembro de 2011 e outubro de 2012. O filme será exibido dia 12/12, quarta-feira, às 14h.

Para mais informações, acesse www.sescsp.org.br.

EM CARTAZ
Romance de Formação estreou nos cinemas em 11 de maio de 2012, entrando em cartaz nas cidades de Brasília, Juiz de Fora, Rio de Janeiro, São Paulo, Palmas e Salvador.

UNIVERSIDADES
Romance de Formação teve sessões especiais com debates nas universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), PUC-Rio e na Universidade de São Paulo (USP).

MOSTRA DE CINEMA BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO – FORTALEZA
Com curadoria de Guto Parente, a mostra tem exibição do filme Romance de Formação, seguida de debate com a realizadora Ticiana Lima. Saiba mais.


Sobre o filme

CRÍTICA NA REVISTA CINÉTICA
por Fabian Cantieri

“Romance de Formação levanta um panorama, poucas vezes aprofundado na história do cinema brasileiro, que distorce a chave utópica dos livros como salvação. Seja ela da nação, do mundo ou de si mesmo.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

PERSONAGENS AUTORES
por Carlos Alberto de Mattos

Esse mote do crescimento individual e da busca do conseguimento se reflete na linguagem muito limpa do filme, no privilégio das simetrias e dos personagens ocupando o centro do quadro, ou seja, no controle de suas vidas.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

SOBRE “ROMANCE DE FORMAÇÃO”
por Ilana Feldman

“(…) fascinada pela beleza e pelo rigor dos enquadramentos – pelos modos como o filme se aproxima dos personagens e com eles co-encena – e absolutamente intrigada com a trajetória desses jovens e com o lugar que esse filme ocupa numa certa história do cinema e da sociedade brasileira.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

CRÍTICA – PAPO DE CINEMA
por Robledo Milani

Romance de Formação é uma obra singular dentro do cenário cinematográfico brasileiro. É um trabalho que serve como exemplo, tanto para a juventude nacional, quanto para os demais realizadores.”

Para continuar lendo, clique aqui.

Estudo para o vento

June 28th, 2012

Sobre o filme

O filme Estudo para o vento é parte de um projeto maior no estado do Ceará que envolve também um longa-metragem chamado Aracati,atualmente em fase de desenvolvimento. Esse trabalho surge de uma vontade de nos aproximarmos de locais e formas de vida onde acontece um encontro tão prosaico e tão significativo das pessoas com um vento que passa todo dia nos fins de tarde do verão. Um desejo de nos relacionarmos com uma certa temporalidade que torna isso possível.

O projeto existe há cerca de três anos e passou por diversas etapas, entre elas uma viagem de pesquisa que deu origem ao Estudo para o vento, uma experimentação acerca do tema, que também fala sobre a nossa experiência de um primeiro encontro com esse universo.

VOLTAR

Testemunha 4

June 19th, 2012

Sobre o filme

TESTEMUNHA 4 NA RETROSPECTIVA DA SEMANA DOS REALIZADORES (SP)

De 5 a 23 de dezembro de 2012, no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, serão exibidos mais de 40 longas, médias e curtas metragens, reunindo o que aconteceu de mais significativo nas quatro edições da Semana dos Realizadores.

Na penúltima edição, em 2011, Marcelo Grabowsky recebeu o prêmio de Melhor Direção pelo filme Testemunha 4, que será exibido dia 21 de dezembro, às 19h.

Para conferir a programação completa, acesse o site da Semana dos Realizadores em São Paulo: www.semanadosrealizadoresSP.com.br

TESTEMUNHA 4 PREMIADO NO MOVE CINE ARTE!

O filme Testemunha 4 ganhou o prêmio “Diálogos Fronteiriços” no MOVE CINE ARTE – Festival Internacional de Monte Verde (MG).

O MOVE CINE ARTE é a primeira janela exclusiva para filmes documentais ou ficcionais relacionados às mais diversas linguagens artísticas: pintura, dança, arquitetura, design, teatro, performance, fotografia e tantas outras. Alinhado a um grupo de festivais que possuem uma proposta parecida em outros países do mundo, o MOVE pretende exibir filmes inventivos na relação entre Cinema e as outras artes.

Lista dos premiados da primeira edição do MOVE CINE ARTE

Menção Especial:
“Sobre suas cidades, a grama crescerá “, Sophie Fiennes, Inglaterra

Prêmio MOVE CINE ARTE – Diálogos Fronteiriços:
“Testemunha 4”, Marcelo Grabowsky, Brasil

Prêmio MOVE CINE ARTE – Poéticas Investigativas:
“Shoot Yourself “, Paula Alzugaray e Ricardo Van Steen, Brasil

Prêmio MOVE CINE ARTE – Ensaio de Arte:
“Opalka – Uma vida, uma obra”, Andrzej Sapija, Polônia

Prêmio MOVE CINE ARTE – Melhor FIlme:
“A Arca do Éden”, Marcelo Felix, Portugal
____________________________________________________________________

CRÍTICA NO JORNAL O GLOBO

O filme Testemunha 4 foi aplaudido sentado pelo bonequinho do jornal O Globo, em crítica redigida por Daniel Schenker.

“(…) ao captar as mesmas cenas realizadas em momentos diversos dessa maratona, Grabowsky evidencia que o ator não tem como fazer exatamente igual a cada vez — não só por causa do cansaço, mas porque a repetição é impossível. Sempre haverá diferenças. A sequência final, com os atores na praia, deixa a sensação de um sopro de libertação.”

Para ler a crítica na íntegra, clique aqui.

____________________________________________________________________

MATÉRIA NO JORNAL O GLOBO

O jornalista Luiz Felipe Reis escreveu uma matéria sobre o lançamento do filme Testemunha 4 no Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro.

“O filme abre um leque de múltiplas leituras e camadas. A primeira e mais evidente refresca a discussão sobre fronteiras — entre cinema e teatro, ficção e documentário —, já que o diretor registra imagens de uma peça ficcional baseada em fatos reais — desde o primeiro frame, realidade e ficção ora se borram ora demarcam suas diferenças.”

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

____________________________________________________________________

ARTIGOS NA FILME CULTURA

O filme Testemunha 4 foi mencionado em dois artigos na 56ª edição da revista Filme Cultura, cujo tema é a relação entre cinema e teatro.

Para ler na íntegra os textos de Daniel Schenker e Juliano Gomes, clique aqui.

____________________________________________________________________

VIGÍLIA FÍLMICA
por Carlos Alberto de Mattos

“Trata-se da sondagem radical de uma performance sob os eflúvios da criação e do cansaço.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

CRÍTICA NA REVISTA CINÉTICA
por Pedro Henrique Ferreira

“Pela grandiosidade do tema e pela peculiar forma como opta por abordá-lo, Testemunha 4 nos lembra o célebre ensaio de Rivette sobre Kapò, onde o que está em jogo é justamente a posição necessariamente moral que um artista estabelece para com seu tópico.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

DE FRENTE PARA O PALCO
por Carlos Alberto de Mattos

“Meio brincadeira, meio sério, costumo dizer que o filme é o cruzamento possível entre A Paixão de Joana D’Arc, de Dreyer, e o documentário Zidane – Um Retrato do Século XXI. Explico. Testemunha 4, ganhador do prêmio de melhor direção da última Semana dos Realizadores, parte da montagem de O Interrogatório, de Peter Weiss, com direção de Eduardo Wotzik. “

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

A VOCAÇÃO DA ETERNIDADE
por André Felix

“A repetição no filme é captada de forma tão poderosa que chega em momentos a colocar em suspensão inclusive os momentos em que a atriz está nos bastidores. Tudo é arrastado com uma força centrífuga, em que todos os elementos ficam submissos ao olhar da personagem.”

Para continuar lendo, clique aqui.

____________________________________________________________________

TESTEMUNHA 4 EM TOULOUSE
Matéria publicada durante o 24º Festival de Cinema Latinoamericano de Toulouse, em março de 2012.

“Ela representa, ou ela é, a testemunha nº 4? Com um trecho escolhido de O Interrogatório, experiência teatral única de Eduardo Wotizik, Marcelo Grabowsky procura nos levar às fronteiras do espetáculo. Como se passa da vivência de uma pessoa real ao que vive aquela que a representa – torna-a presente – em cena? A atriz Carla Ribas mergulhou profundamente em si para desempenhar seu papel de testemunha, sobrevivente de um campo de extermínio nazista, por julgamento de um executor sem rosto. Ao mesmo tempo discreta e capaz de retomar a dureza da luz lançada sobre a cena, a câmera ultrapassa os limites do suportável. À beira da asfixia, o espectador é a nova testemunha. É a sua posição que é finalmente questionada: pode ele ser eviscerado pelo o que vê e ouve na tela? A impensável brutalidade do extermínio pode lhe ser revelada através do jogo cênico?”

Exibições anteriores

EM CARTAZ

Testemunha 4 estreou no Instituto Moreira Salles (RJ) em 19 de outubro de 2012, onde permaneceu em cartaz por duas semanas. No sábado, 20/10, após a sessão das 17h, houve um debate com o crítico José Carlos Avellar, o diretor Marcelo Grabowsky e a atriz Carla Ribas.

FESTIVAL DE CINE LIMA INDEPENDIENTE
Organizado pela Asociación Peruana de Cine Independiente (APCI), o festival reúne 17 filmes de nove países iberoamericanos em sua competição internacional. Saiba mais.

CINE-FIT BELO HORIZONTE 2012
Novidade do Festival Internacional de Teatro de BH 2012, o Cine FIT traz ao público uma mostra de cinema com filmes que dialogam com o universo das artes cênicas, tais como Moscou, de Eduardo Coutinho e Goodbye Dragon Inn, de Tsai Ming-Liang. Saiba mais.

MOSTRA DE CINEMA BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO – FORTALEZA
Com curadoria de Guto Parente, a mostra tem exibição do filme Testemunha 4, seguida de debate com a pesquisadora Julia Peixoto. Saiba mais.

VOLTAR

Romance de Formação

July 6th, 2011

SOBRE ROMANCE DE FORMAÇÃO
por Ilana Feldman

Assisto à “Romance de Formação (Bildungsroman)”, da Julia De Simone, há um só tempo fascinada pela beleza e pelo rigor dos enquadramentos – pelos modos como o filme se aproxima dos personagens e com eles co-encena – e absolutamente intrigada com a trajetória desses jovens e com o lugar que esse filme ocupa numa certa história do cinema e da sociedade brasileira. No campo da ficção, a última década tem sido pautada por personagem afirmativos, bem-sucedidos, pela celebração da potência do indivíduo, do corpo e da amizade. Uma pauta, não dá para negar, com todas as diferenças de propostas, em sintonia com a era Lula, com as políticas afirmativas e com o pragmatismo. Nesse panorama, ao documentário cabia dar a ver projetos fracassados, trajetórias abortadas, sonhos extraviados, perdas irreparáveis e vidas estagnadas. São inúmeros os filmes atravessados pela ausência, pelo luto e pelo fracasso (seja do próprio filme, dos personagens ou do movimento da história). Mas “Romance de formação”, ao se deter nos processos de formação, inegavelmente bem-sucedidos, de jovens de classe média e classe média alta (o que é mais do bem-vindo, dada a lacuna histórica do documentário), parece indicar uma mudança – que não deixa de causar estranhamento. Talvez porque, na ausência de antagonismos decisivos, essas as trajetórias de sucesso pareçam desprovidas de espessura dramatúrgica, como se tudo estivesse dado desde o início e o processo de acompanhamento não fosse exatamente um processo, mas uma confirmação. De certo modo, se voltarmos ao conceito que justifica o título do filme, Bildungsroman, o filme está também justificado, pois o Bildungsroman trata, resumidamente, do “processo de aperfeiçoamento do indivíduo burguês em direção a um grau determinado de perfectibilidade” (originalmente nas circunstâncias do processo histórico da Alemanha nas últimas décadas do séc. XVIII).

Talvez todas essas palavras sejam apenas para eu tentar entender a minha fascinação e o meu desconforto. Talvez porque o sucesso (mesmo que relativo) seja tão aprisionante, enquanto poder fracassar significa se abrir ao erro, ao desconhecimento, ao não-entendimento – ou mesmo à liberdade de quem diz, como Bartlelby, o escrivão, “preferiria não”.

VOLTAR